segunda-feira, 3 de abril de 2017

GEOGLIFOS - 450 Geoglifos encontrados na Floresta Amazônica, Acre, intrigam cientistas




CONHEÇA "GEOGLIFOS QUE EXISTEM NA FLORESTA AMAZÔNICA, ACRE
Os monumentos no Brasil (à esquerda) parecem fases iniciais em Stonehenge, em Wiltshire (à direita), afirmam especialistas 
Os misteriosos círculos de pedra, achados em Wiltshire, na Inglaterra, intrigam arqueólogos há séculos. Stonehenge começou a ser construído por volta de 3.000 a.C. por homens pré-históricos do período neolítico – também conhecido como Idade da Pedra Polida. Mas, até hoje, cientistas questionam a função dessas ruínas. Apesar de famoso, o monumento não é único. Uma característica muito peculiar da construção são os círculos que a delimitam. Eles têm cerca de 98 metros de diâmetro e seriam uma espécie de fosso. E diversos círculos semelhantes já foram descobertos pelo mundo – inclusive no Brasil, no interior do Acre. Desta vez, porém, pesquisadores encontraram vestígios na Floresta Amazônica. E não é apenas um, mas 450 círculos. As imagens foram feitas com a ajuda de drones e mostram geoglifos [desenhos feitos na terra] na região oeste da Amazônia – área que, durante séculos, ficou escondida pelas árvores. 
Com informações do Telegraph e da Superinteressante
Os notáveis geoglifos, descobertos recentemente no Acre, ficaram por muito tempo escondidos sob a copa das árvores da Floresta Amazônica, mas o desmatamento nos anos últimos anos revelou as misteriosas figuras. De acordo com estudo realizado pela arqueóloga Jennifer Watling, da Universidade de Exeter, as formas são parecidas com a de Stonehenge, embora sejam mais regulares. Em entrevista ao Telegraph, Watling explicou que o formato dos geoglifos, com uma vala externa, descreve estrutura semelhante ao monumento. 
“É provável que fossem usados para reuniões públicas ou para rituais.” Stonehenge é cerca de 2.500 anos mais velho do que os geoglifos brasileiros, mas todos devem representar o mesmo período no desenvolvimento social. Pesquisadores também descartaram a possibilidade de os cercos representarem fronteiras de aldeias indígenas, uma vez que não foram encontrados artefatos do tipo durante a escavação. 
Imagem aérea do agroglifo encontrado em 2015 em Prudentópolis, paraná. Foto: Novelo Filmes
Os membros da equipe utilizaram técnicas que permitiram reconstruir 6.000 anos de história da vegetação em torno de dois sítios, e descobriram que as áreas foram alteradas inúmeras vezes. 
A descoberta, publicada na revista Proceedings da National Academy of Sciences, questiona a suposição de que a floresta tropical permaneceu intocada até a chegada da civilização moderna. “A região ficou escondida por muitos séculos por uma floresta madura e isso desafia a ideia de que a Amazônia é um ecossistema imaculado”, ressaltou Watling.

Fonte / Fotos = uol.com.br / Thymonthy Becker / 


Crédito: Salman Kahn e José Iriarte - Fotos: SALMAN KAHN AND JOSÉ IRIARTE / EXETER UNIVERSITY

SENA MADUREIRA, ACRE - ‘‘Casas, ruas, esquinas, praças, vidas…Cento e doze anos depois Sena Madureira continua sendo construída diante das águas do rio que passam…’’




CONHEÇA A CIDADE DE "SENA MADUREIRA", ACRE, BRASIL DA JANELA DO TREM
foto - (acima e abaixo) Jezaflu Jesus
‘‘Casas, ruas, esquinas, praças, vidas…Cento e doze anos depois Sena Madureira continua sendo construída diante das águas do rio que passam…’’
Esta matéria é, portanto uma singela homenagem à existência de seus habitantes, e a todos os que buscam conhecer a história dessa terra.
SEJA BEM VINDO A CIDADE DER SENA MADUREIRA. DE BELEZA RARA.
foto - SkyscraperCity
População estimada 2016 (1) - 42.451
Área da unidade territorial 2015 (km²) - 23.753,052
Densidade demográfica 2010 (hab/km²) - 1,60
Código do Município 1200500
Gentílico - sena-madureirense
ORIGEM DO NOME DA CIDADE DE SENA MADUREIRA, ACRE
Seu nome é uma homenagem ao Coronel Antônio Sena Madureira.
Gentílico: sena-madureirense
HISTÓRICO DA CIDADE DE SENA MADUREIRA, ACRE
As expedições de destemidos nordestinos, para a exploração de seringais da região, deram-se por volta de 1861, chefiadas por Manoel Urbano da Encarnação e João Gabriel de Melo, próximo à foz do rio Chambuiaco, no alto Rio Purus, em território peruano. Enquanto Manoel Urbano da Encarnação explorou os seringais do Rio Purus, João Gabriel explorava os rios Acre e Iaco, além de seus afluentes. Da jornada tomaram parte, no Rio Iaco, os cearenses Francisco Barbosa, Augusto Escócio e Benjamin Duarte Ponte Franco; no rio Macauã, Custódio Miguel dos Anjos e José Procópio e, no rio Caeté, João da Costa Gadelha e Manoel Trindade Corrêa.
Nos idos de 1878, intensificou-se o povoamento desses rios com a vinda de novos nordestinos, fugindo da seca e com isto incrementando a exploração de importantes riquezas regionais.
Através do Decreto Federal n.º 5.188, de 07 de abril de 1904, que organizou o território do Acre em 03 Departamentos autônomos, o Departamento do Alto Purus recebeu a nomeação do seu 1º Prefeito Departamental, General Siqueira de Menezes, que deveria estabelecer a sede administrativa. Em 09 de julho do mesmo ano, o General parte de Manaus com destino ao Acre, e em 24 de setembro, após 74 dias de viagem, atravessou a linha Cunha Gomes, aportou à margem esquerda do Rio Iaco, em terras do Seringal Santa Fé, logo escolhidas para a localização da futura sede do Departamento. No dia seguinte, 25 de setembro, às 08:00 horas da manhã, instalou o governo e o berço da cidade de Sena Madureira, dando-lhe este nome em homenagem ao afeto e admiração que consagrava ao Coronel Antônio Sena Madureira, militar que havia participado da Guerra do Paraguai.
foto - Jezaflu Jesus
AQUI TEMOS O MUSEU DA CIDADE DE SENA MADUREIRA, ACRE
foto - Jezaflu Jesus
A PRAÇA EM SENA MADUREIRA, ACRE
foto - Jezaflu Jesus
NAVIO DA MARINHA BRASILEIRA ATRACADO NO PORTO DA CIDADE DE SENA MADUREIRA, ACRE
foto - Jezaflu Jesus
CONHEÇA UM POUCO MAIS DA BONITA CIDADE DE SENA MADUREIRA, ACRE
IGREJA DE NOSSA SENHORA DA CONCEIÇÃO DA CIDADE DE SENA MADUREIRA, ACRE
foto - Jezaflu Jesus
AGÊNCIA DA PREVIDÊNCIA SOCIAL EM SENA MADUREIRA, ACRE
foto - ?
foto - Jezaflu Jesus
foto - Jezaflu Jesus
foto - Jezaflu Jesus
foto - Acupurus.com
foto - Jezaflu Jesus
TREVO DE CHEGADA / SAÍDA DA CIDADE DE SENA MADUREIRA, ACRE
foto - Acupurus.com
foto - Acupurus.com
foto - ?
foto - Jezaflu Jesus
foto - Jezaflu Jesus
foto - Jezaflu Jesus
foto - Jezaflu Jesus
foto - ?
foto - pmsm
foto - pmsm
foto - pmsm
foto - Wikipédia
ESTAÇÃO RODOVIÁRIA DA CIDADE DE SENA MADUREIRA, ACRE
foto -  André Ferreira
foto - Jezaflu Jesus
foto - Gleilson Madureira
foto - Gleilson Madureira
foto - Jezaflu Jesus
foto - Jezaflu Jesus
foto - Gleilson Madureira
foto - Gleilson Madureira
foto - Gleilson Madureira
foto - Gleilson Madureira
foto - Gleilson Madureira
foto - Jezaflu Jesus
foto - Jezaflu Jesus
ENTORNO DA CIDADE DE SENA MADUREIRA, ACRE
foto - ?
Além do extrativismo vegetal, as atividades de caça e pesca são o principal meio de subsistência da população, sem danos ao meio-ambiente.
foto - Mochileiro.tur
ESTA EH A BANDEIRA DA CIDADE DE SENA MADUREIRA, ACRE
ESTE EH O BRASÃO DO MUNICÍPIO DE SENA MADUREIRA, ACRE 

SEMPRE VOLTE



fonte / fotos / Thymonthy Becker / IBGE / Wikipédia / Portal da Prefeitura Municipal de Sena Madureira / Previdência Social /